As vezes eu postarei alguma coisa

Este é um lugar para coletar ideias, deixá-las colidirem e se acumularem ao longo do tempo, e talvez compartilhar algo útil no processo.

Não espere análises ou reflexões filosóficas profundas aqui – não me considero qualificado para isso.

Em um mundo onde a constante produção de conteúdo é valorizada, escolhi um caminho diferente: a esporadicidade. Este espaço não será preenchido com postagens diárias ou análises exaustivas, mas sim com divagações ocasionais.

Não pretendo ser um analista filosófico, mas sim um explorador das contradições. Este blog é um espelho da minha mente, refletindo pensamentos que surgem e se dissipam no fluxo do tempo. Como disse Heráclito, “nenhum homem entra no mesmo rio duas vezes, pois o rio não é o mesmo e ele também não”. Da mesma forma, meu blog reflete essa mudança contínua. Este blog é o único site no qual publicarei regularmente meus escritos no futuro. Minha casinha em uma rua tranquila da Internet. Não postarei mais diretamente em sites de mídia social e tudo o que você vir de mim será postado aqui e distribuído em outro lugar.

O que você encontrará aqui? Os pensamentos pequenos, mas importantes. As citações que falam comigo. Links para coisas que li. E pequenos ensaios e resenhas. Pretendo que este local seja um reflexo de mim, e das coisas que me interessam. Na minha opinião, é isso que um blog pessoal deveria ser.

Aqui, cada post é uma peça de um quebra-cabeça incompleto, uma parte de uma jornada sem destino fixo – quero que palavras e imagens sejam móveis, quero trocá-las, copiá-las, recortá-las e colá-las, deixá-las sofrer mutação.

A busca por uma pretensa verdade é como procurar figos no inverno; talvez tenhamos que nos contentar com a beleza das estações que temos.